Como comprar carro pela metade do preço no Paraguai

Como todos nós sabemos, o Brasil têm os veículos mais caros do mundo. E por isso, algumas pessoas estão comprando carros importados no Paraguai aonde os valores chegam a ser metade do preço aqui no nosso País.

Alguns brasileiros compram carros de luxo das marcas como Honda, Mitsu­­bishi, Toyota e Hyundai com preços até 50% mais baratos dos praticados no Brasil.

Existem somente duas formas de se comprar um carro no Paraguai e vamos explicá-las nos próximos parágrafos.

Importar carro de outro país pela Receita Federal

Para comprar um carro legalmente em outro país e trazê-lo para o Brasil, ou seja, importar um carro, você é obrigado a fazer um processo de importação na Receita Federal.

Neste processo você deverá pagar os impostos de importação nada convidativos que, dependendo do veículo, podem chegar a 123% do valor do bem. Só assim o carro será emplacado pelo Detran no Brasil e receber uma placa nacional.

Visto que esta não é a forma mais barata de se comprar um carro no Paraguai, alguns brasileiros conseguem comprar um carro pela metade do preço dos carros no Brasil.

Carros pela metade do preço no Paraguai

O segredo está no que eles chamam de “duplo domicílio”.

Um documento de dupla cidadania que comprove que você tem residência no Paraguai. O duplo domicílio mostra que não existe a intenção de importar o veículo de maneira definitiva, mas sim se trata de um trânsito fronteiriço.

É óbvio que você ou algum parente tem que ter uma propriedade no Paraguai para comprar um carro pela metade do preço e ter direito ao “trânsito fronteiriço”.

Imagine como se você tivesse casa no Paraguai e trabalhasse no Brasil. Eventualmente precisaria fazer esse trânsito entre os dois países, então não há motivos para ser impedido de usar o carro livremente por aqui.

O “problema” é que, segundo alguns relatos, é fácil conseguir a dupla cidadania paraguaia. Se você usar de meios escusos para conseguir a carteira de imigrante do Paraguai, o documento sai em até 30 minutos.

Se é ético ou não, conseguir este documento de forma ilegal, vai do caráter de cada um. Mas que a alta carga tributária que eleva ao extremo os preços dos veículos no Brasil pode ser a responsável, isso é indiscutível.

12 comentários